quinta-feira, 12 de agosto de 2010

NÃO COLOCAR A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE

INTRODUÇÃO
Toda semana estamos aqui, estudando os ensinamentos de Jesus, com os esclarecimentos da doutrina espírita. Que é para nós uma fonte de orientação, de consolo, reflexões, lições, conselhos. E que por mais que nós tenhamos lidos esses capítulos, sempre descobrimos coisas que mesmo lidas, não foram entendidas, não foram assimiladas. E também porque somos seres mutáveis, o tempo e as experiências vão nos tornando pessoas diferentes ao longo dos anos. A perda de alguém querido, o desemprego profissional, a angustia de uma doença, a decepção amorosa, são experiências que enriquecem nossa alma; e nos torna mais maduros e sensíveis as reflexões da vida. E aquilo que antes havíamos lido sem prestar atenção, porque não era nosso problema, agora caem em nós como uma chuva no deserto.
Então o evangelho a luz do conhecimento espírita, possui recursos para fazer entendíveis, o que até hoje para muitas pessoas é um ponto de interrogação, seja nos ensinamentos de Jesus e nas próprias situações da vida.

JESUS FALAVA POR PARÁBOLAS
Este capitulo é muito rico de aprendizado. Jesus disse: Não se deve colocar a luz debaixo do alqueire.
Mas ele mesmo escondeu os sentidos das palavras debaixo das parábolas, então porque não ser mais direito em seus ensinamentos? Os próprios discípulos o questionaram.
E ele respondeu: eles (o povo) não têm condições de compreender. Eles vêem, ouvem e não compreendem então dizer tudo agora será inútil, para vós eu digo, porque já podem compreender esses mistérios.

NÃO IR AOS GENTIOS
Cada coisa há seu tempo. A semente lançada na terra fora do tempo não produz (disse Jesus).
O que podemos entender por isso. Um exemplo é melhor forma de compreendermos.
Tomemos a doutrina espírita, será que todos estão preparados para conhecê-la?
Será que é possível falar com todas as pessoas sobre as explicações dos espíritos?
Será que podemos falar de mediunidade, de trabalhos mediúnicos, de sensibilidade, com pessoas, que são incrédulas nestes fenômenos espirituais? Acho que não... Pois até no meio espírita existem aqueles que vêem, escutam e não acreditam.
Então se Deus, pela sua prudente sabedoria permite a revelação aos homens apenas gradualmente, à medida que estão aptos a receber. Então nós não podemos forçar a pessoas a enxergarem.
Deus nos deu a inteligência para compreendermos e nos guiarmos entre as coisas da terra e a do céu, ele sabia que à medida que evoluíssemos e quiséssemos saber mais, buscaríamos por nós mesmos.
Hoje, o homem busca racionalizar a sua fé. O que é isso?
Acreditar pela luz da razão, do entendimento, porque os espíritos nos dizem que sem a luz da razão nossa fé se enfraquece.
Todas as religiões são boas, mas infelizmente muitas atrasam a evolução do homem, pois mantém as luzes debaixo do alqueire, para ocultar das pessoas o conhecimento de certos mistérios, e o porquê fazem isso? Para mantê-los sob domínio, mas à medida que o homem vai se libertando do medo de raciocinar sobre as coisas divinas, essas religiões vão perdendo seus adeptos.
A ciência já descobriu um universo amplo e inatingível aos nossos sentidos físicos, e as religiões insistem em permanecer estacionadas em seus dogmas, ficando cega para a realidade dos fatos.


OS SÃOS NÃO PRECISAM DE MÉDICO
Jesus se dirigia sobre tudo aos pobres, sofredores e aos pecadores, por que eram eles quem mais necessitavam de consolo, de esclarecimento, e o povo o procuravam na expectativa de serem aliviados.
Sãos na verdade, nenhum de nós é, pois ainda temos muitas doenças da alma, que chamamos de imperfeições.
Precisamos continuar a buscar nosso auto-melhoramento, mais conhecimento para nos iluminar ainda mais, e nos libertamos desse mundo de tantas dores e sofrimentos, afinal são lições e se aprendermos o quanto antes, não precisaremos mais de lições tão duras.


É PRECISO TER CORAGEM
Muito ainda tem medo de se dizerem espíritas, com medo de preconceito e de prejuízo que possam trazer a sua vida.
Kardec teve coragem de enfrentam às perseguições, as contradições, os sarcasmos, para que o espiritismo viesse ao mundo e fosse difundido.
Cabe a nós espíritas, prosseguir na divulgação dessa luz ao mundo todo, sem esquecê-la de aplicar a nós mesmos.
É preciso ter coragem para confessar abertamente idéias que não são aceitas por todos.
Jesus ensinou, vivenciou e exemplificou, cada lição ensinada, jamais desmentiu pelos atos o que ensinou com as palavras.


CARREGAR A CRUZ
A doutrina espírita não carrega a cruz de ninguém assim como cristo, ela ensina o homem a carregar a sua cruz.
Por isso, tomar passe é bom, palestras é bom. Mas o objetivo do espiritismo é ensinar o homem, e não se tornar muleta para ele.
O espiritismo ensina o homem a ser livre, a pensar, e não se deixar enganar, por pessoas que querem aprisioná-los na ignorância, podemos tudo, mas nem tudo nos convém. Deus não pune e nem perdoa porque nós responderemos por todas as escolhas que fizermos e colheremos aquilo que plantamos.

RESUMO DAS IDEIAS
Então para resumir a lição do capitulo de hoje:
*Tudo que está oculto um dia aparecerá, pode ser na vida terrena ou na espiritual, toma cuidado com seus procedimentos, no mundo dos espíritos nada fica oculto, se tiver algo que possa se envergonhar, o momento de mudar é agora.
*Não force, não imponha as pessoas as suas idéias, se mostre pelo seu exemplo, pelas suas palavras e deixe a elas decidirem o que querem para si.
*Tenha coragem, nesta vida não podemos ser medrosos, às vezes, temos que ser o primeiro a dar a cara para bater, muitos espíritos corajoso fizeram isso, e fizeram a diferença; só não leva pedradas, aqueles que não fazem nada.
*Carregue a sua cruz, ou seja, aceite os seus problemas as suas dificuldades, isso não quer dizer se acostumar com o prego, quer dizer que temos que aceitar com coragem a situação que estamos passando ou que passaremos, e não criar muletas, o que são as muletas, utilizar as pessoas para fazer por nós, nos fazer de vitimas e coitadinhos, ninguém é coitado, cada um recebe aquilo que deu, se a explicação não esta nesta vida, esta em outra.
*Não somos sãos, que precisamos ainda nos curar das doenças das nossas imperfeições, as desculpas de que somos assim, e não vamos mudar, é não querer progredir, quando achamos que as pessoas têm que nos tolerar como somos,nos auto declaramos,como: Ignorante, Orgulhoso, Arrogante, Auto-suficiente, e Egoísta.

CONCLUSÃO
“NÃO POR A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE”
Chama-nos a responsabilidade da iluminação do mundo, não como criaturas especiais ou seres predestinados, não como fanáticos messiânicos, cuja finalidade é salvar os outros.
Mas iluminar através das boas palavras, dos bons exemplos, dos conselhos, do silencio.
Iluminar-se quer dizer que podemos ser a presença de Deus na vida dos outros; não apenas na vida dos nossos filhos, dos nossos amigos, daqueles aos quais esperamos alguma coisa, mas sim, um ponto de referencia do bem para todos.
Iluminar-se não se refere apenas nos trabalhos religiosos de uma instituição, mas numa postura ética, nobre em tudo o que fazemos. As considerações que tratamos as pessoas nas ruas, que tratamos a natureza, os esforços que fazemos em tentar ajudar o nosso planeta.
Jesus falava por parábolas, mas ele deixava muito claro que a humildade e o amor, era que deveríamos aprender de maior importância.

Palestra Realizada no G.E.E.Família Cristã

Um comentário:

Marina Marinho Jardim Guimarães disse...

Maravilhoso texto, simplesmente inspirador.

Muito obrigada!

Marina M.J.Guimarães.

marinamjg@gmail.com